Antares recebe premiações no 17º Chapéu de Ouro

 

O maior prêmio da publicidade paraibana, promovido pelo Sistema Correio de Comunicação, premiou no início do mês as melhores campanhas e peças publicitárias veiculadas em 2017 e a Antares Comunicação emplacou dois importantes troféus: o de melhor jingle e grand prix de rádio com a campanha do primeiro voo internacional da Paraíba entre João Pessoa e Buenos Aires.

Com criação de Marcelo Piancó, a campanha intitulada ‘Tango’ comunica um marco na área do turismo da Paraíba, assim como o tema da sua mensagem. Nosso diretor Junior Guerreiro faz destaque para a assinatura do slogan do cliente [Governo do Estado da Paraíba], que pela primeira vez é falado pelos personagens do filme e em língua castelhana.

“Nos dias atuais em que a atenção da audiência é sempre algo tão difícil de ser conquistado, o filme Tango, por exemplo, com seus 30′ de exibição, é destaque de criatividade e fez valer o impacto desejado pelo cliente. Arrisco afirmar que esteve a altura do seu objetivo: divulgar de maneira inusitada a ação que é um marco no turismo do nosso Estado”, ressaltou Guerreiro.

Para o diretor de criação, Marcelo Piancó, a publicidade é uma profissão glamourizada e bem competitiva. “Não conheço publicitário desprovido de vaidade, provas disso você acha da recepção ao alto comando e até passando pelo tráfego. Todo mundo desse meio se acha um pouco mensagem e cada um acha que o quê sua agência cria é imbatível, ao ponto de achar que uma campanha que não atinge o objetivo é geralmente porque a linguagem foi muito elevada para o público alvo. O prêmio, às vezes, alimenta mais esta fogueira e muitos profissionais começam a viver em função dele e esquecem o verdadeiro objetivo de uma peça publicitária que é vender, seja um conceito, um serviço ou um produto. Sei que a origem da premiação teve o intuito de estimular e melhorar a qualidade criativa na publicidade, mas tenho ressalvas aos criativos que fazem dela uma obsessão. No caso do Chapéu de Ouro, destaco duas características primordiais para ser uma láurea aplaudida e respeitada pelo meio, primeiro o fato de ser um sistema de comunicação que concede o prêmio e não uma entidade formada por publicitários, segundo o histórico de acertos durante toda a sua história, embora algumas vezes necessite fazer alguns ajustes quase justos. Os nossos prêmios na última edição foram mais exemplos de assertivas deste concurso. Posso até soar dentro da caixa, para usar uma expressão que já foi jargão, mas o melhor prêmio é ver o que o Chapéu fez, confirmando o que estava na boca do povo como as peças mais criativas. Foi assim com o nosso “Tango” que fez a Paraíba alçar voos mais altos no turismo, o público se encantar divertidamente e a gente bailar de alegria na premiação. Assim dá gosto ganhar prêmio, pois quando você usa talento e verdade pra vender, sempre fica de tirar o Chapéu”, disse.

 

Prêmios Antarianos

1º lugar na categoria Jingle de Rádio e Grand Prix Rádio
Título: Tango
Criação: Marcelo Piancó
Mídia: Gabriela Rocha
Atendimento: Renato Jobb
Anunciante: Governo do Estado da Paraíba

2º lugar na categoria serviço público / governamental Televisão
Título: Tango
Criação: Marcelo Piancó
Mídia: Gabriela Rocha
Atendimento: Renato Jobb
Anunciante: Governo do Estado da Paraíba

3º lugar na categoria Spot de Rádio
Título: Bráulio Bessa
Criação: Marcelo Piancó
Mídia: Larissa Muniz
Atendimento: Renato Jobb
Anunciante: Sebrae-PB

 

Sobre o Chapéu de Ouro

O Chapéu de Ouro é o maior prêmio da publicidade paraibana e, desde 2001, revela as melhores propagandas que, durante o ano, foram veiculadas em televisão, jornal, revista, rádio e internet, dando destaque também às produtoras de áudio e vídeo. As peças premiadas no Chapéu de Ouro também compõem o Anuário Paraibano de Publicidade, uma publicação que é referência para as agências e também para os anunciantes.
Ao todo, foram inscritas no site do Chapéu de Ouro mais de 150 peças por dezenas de agências de João Pessoa e Campina Grande. As premiações foram atribuídas às peças melhor avaliadas pelo júri qualificado que, nesta edição, foi composto por sete profissionais que atuam em mercados de outros estados brasileiros.

 

A Antares se aproxima dos seus 30 anos de atuação no mercado paraibano e é com grande satisfação que conquistamos esses prêmios, que vêm para coroar esse novo ciclo de existência da agência.
A gente faz pra vender, mas sempre fica de tirar o chapéu!

Por |2017-12-22T17:56:22-03:0022 de dezembro de 2017|Blog, Notícias|0 Comentários

Deixe um comentário

WordPress Video Lightbox