Hardwork Papai Edition IV – Celebrando Vida Nova

Aniversário é sempre considerado uma passagem para um novo ciclo, nova primavera, um novo ano, para muitos uma nova chance pra ser melhor e fazer melhor. Esta ano, por conta do meu dia cair no feriado de Corpus Christi, consegui aliar o útil ao agradável, ou melhor, comemoração com aprendizado, nessa ordem. E assim fui com a família comemorar meu aniversário em São Paulo e aproveitar para participar do evento da escola de Criatividade de Murilo Gun, a Keep: Learning, o Edition IV do Hardwork Papai.

 

Voltando dois anos, eu realizei dois cursos na Keep: Learning, o Reaprendizagem Criativa Turma 4 (RC4) e o Intensivo de Carnaval em 2017 (RCC). Em junho de 2016, quando comecei a jornada do curso, eu não tinha a mínima ideia do que poderia acontecer, mas passado dois meses o curso tinha virado a minha cabeça, me feito rever todo o meu processo de aprendizagem e a realização em busca da minha arte, num compromisso mais consistente e com um sentido mais claro. Foi definitivo para que eu compreendesse melhor o que deveria ser feito daquele momento em diante. A hashtag #VIDANOVA55 era um registro da importância do que eu estava vivendo. Faltava agora ir para um Hardwork Papai, o encontro de todos os alunos dos cursos em dois dias de imersão para incrementar o que havíamos apreendido com mais conhecimento e reflexões, tudo empacotado com a marca da irreverência de Murilo Gun.

 

E assim, com essa expectativa segui para o Hard Work Papai Edition IV, nesta última sexta-feira (01/06) e sábado (02/06), das 9 às 20 horas. Fui sozinho, eu e minha bagagem de agora 57 primaveras completas, devidamente aproveitadas, com muita vontade de aprender mais. Acabou sendo muito acima de qualquer expectativa. Difícil descrever o que é aquilo, um encontro com uma energia positiva, uma vontade de compartilhar conhecimento e experiência que nunca vi.

 

O HW4 foi um evento totalmente diferente de tudo que já participei, porque tem o propósito de conectar pessoas com outras pessoas, dividindo conhecimento, compartilhando experiências, convicções e vivendo intensamente tudo o que vai sendo proposto. A festa teve como mestre de cerimônias o fantástico Marcio Balas, um show à parte, que eu já havia conhecido no RD Summit 2107, e tudo sob a liderança carismática de Murilo Gun.

 

 

Pelo palco passaram pessoas muito especiais, mestres na sua arte, como Felipe Anghinoni, co-fundador da Perestroika;  Chaps Melo, o criador do Mundo BitaTânia Mujica, nossa professora de MindfunessRaquel Alves, filha de Rubens Alves (um dos momentos mais emocionantes do evento, o encontro de Murilo com a filha de seu guru); Gab Gomes, fazendo todo mundo pôr a ‘Mão na Massa’ para exprimir uma ideia no papel e começar a executá-la; Maíra Habimorad ex-CEO da Cia de Talentos, que deu um show de conhecimento empresarial, RH e clareza de entendimento, e foi meu momento FLOW, me apaixonando por sua arte e postura profissional, ética, familiar. Flow que se prolongou com a participação de Walter Longo, que veio em seguida. Antes ainda, na manhã do sábado, Murilo dividiu a indicação de 9 livros, para fortalecer o tema do segundo dia: coragem. No primeiro foi compreendendo o medo. O evento tem o formato de entrevista, sem slides, sem o formato padrão dos eventos, com muitas perguntas de um intermediador e da plateia, o que conferiu uma participação intensa de todos os participantes, algo nunca visto.

 

Além das entrevistas, aconteceram o TEDinho com a apresentação de alunos previamente inscritos que defenderam suas ideias e projetos; houve o Jam do Ballas, com pitchs de 30” dos participantes, um dos momentos mais memoráveis e divertidos do evento; uma Feira de Ciências com exposição de produtos realizados por alunos; a feira de livros doados, onde você levava um livro no primeiro dia, fazia uma breve descrição do livro em post-it e no dia seguinte você poderia escolher um livro pra levar pra casa, tudo sem nenhum controle de recebimento e entrega, apenas a exposição dos livros e o compromisso de cada um seguir as regras propostas; havia uma lojinha da Keep: Learning; espaço convivência, e muita conversa, muitos contatos, muita gente diferente, eu era um dos pouquíssimos publicitários presentes, talvez 3, e todos com um só propósito: apreender e compartilhar, se conhecer e dividir ideias e projetos.

 

Desculpa, mas não tenho outra palavra, foi muito PHODA, algo que só idealizado por alguém tão genuíno como Murilo Gun poderia propiciar. Tem de ir para entender melhor.

Valeu muito. “Hum, foi bom dimai Junio” rsrsrsrs.

 

Agora é retomar a vida com gás renovado e muita carga de energia positiva para continuar a ser o CEO que a Antares precisa, assim espero. Pegando a lição do Walter Longo, para ser sempre o CEO com C de curioso, E de entusiasmado e O de otimista, tudo renovado e conscientemente estimulado para que a gente consiga o nosso FLOW.

Grato a Murilo Dantas: o grande Murilo Gun. Valeu demais, Papai!

 

“Faça coisas interessantes e coisas interessantes acontecerão com você” – Felipe Anghinoni

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

Por |2018-06-06T10:42:21+00:0006 de junho de 2018|Blog, Marketing Digital, Notícias|0 Comentários

Deixe um comentário

WordPress Video Lightbox