Seiri: sábado foi dia de organização na Antares Comunicação

A equipe da Antares Comunicação se reuniu, neste sábado (29), para a realização anual do Seiri. Foi um momento de refletir sobre todo o material da empresa e dar um destino adequado para tudo que não é mais utilizado. Esta técnica japonesa faz parte dos 5S da qualidade. Criado no início da década de 1950, as indústrias japonesas passaram a usar esta ferramenta desperdícios, quebra de equipamentos e maquinários e reestruturar a economia pós Segunda Guerra Mundial.

Trouxemos a técnica para a agência em 1994, quando a sede ainda funcionava na Avenida Monsenhor Walfredo Leal e adotamos como um processo tradicional que repetimos todos os anos. “É um momento para a gente separar o que não é mais interessante e deixar o ambiente de trabalho mais leve”, explicou um dos sócios fundadores da Antares, Junior Guerreiro.

O dia do Seiri é diferenciado dentro da Antares, uma estratégia para que os colaboradores não enxerguem como mais um dia de trabalho. “Hoje tivemos um café da manhã e depois partimos para uma limpeza coletiva. Foi um momento único capaz de melhorar a produtividade e ajudar no entrosamento dos antarianos”, afirmou Junior.

Sobre o Seiri

Seiri significa “senso de utilização”, em japonês. Seu foco é nos materiais de trabalho. Ela propõe separar o necessário e o útil do desnecessário e do inútil. Manter produtos ou materiais desnecessários eleva os custos de controle de estoques, seguros, higiene, etc. e ainda tem o potencial de atrapalhar diretamente as operações. A ideia é procurar utilizar ao máximo os recursos disponíveis, sem perder de vista o bom senso e o equilíbrio, de forma a evitar desperdícios e carências.

Por |2020-03-06T18:09:33-03:0002 de março de 2020|Institucional|0 Comentários

Deixe um comentário

WordPress Video Lightbox